01.11.2021

‘Nexo’ começa cobertura especial sobre a COP26

Produzido com apoio da Fundação Friedrich Ebert Brasil, projeto dá destaque a conteúdos sobre evento que reúne lideranças mundiais em prol do combate à crise climática

 

O Nexo lança uma cobertura especial da COP26 (Conferência das Partes), produzida com o apoio da FES Brasil (Fundação Friedrich Ebert). O evento, promovido pelas Nações Unidas e que contará com as principais lideranças mundiais, começa no dia 31 de outubro e irá debater e propor medidas para combater a crise climática.

O objetivo da cobertura é dar destaque às discussões que envolvem as mudanças climáticas, intensificadas a partir das atividades econômicas que geram poluentes à atmosfera e aumentam a média da temperatura mundial. O Nexo se dedica ao tema desde o seu lançamento em 2015.

Durante o período da conferência, que se estenderá até 12 de novembro, serão publicados conteúdos em diversos formatos – artigos de opinião, gráficos, entrevistas, boletins diários no podcast ‘Durma com essa’, entre outros – destacando os assuntos mais importantes do evento que acontecerá em Glasgow, na Escócia, e reunirá autoridades de 196 países.

A importância da COP26

A COP foi elaborada durante a Conferência das Nações sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, também conhecida como Rio-92, que aconteceu na capital fluminense há quase 30 anos. Sua primeira edição foi sediada pela Alemanha, três anos depois, em 1995. Desde então, anualmente, dezenas de países se reúnem para discutir as mudanças climáticas ocorridas no mundo.

Na sua 26ª edição, a COP irá discutir questões ainda não resolvidas do Acordo de Paris, tratado global firmado entre 195 países na COP21, em 2015. O objetivo desse acordo é limitar o aquecimento global a 1,5 ºC até o fim do século. Algumas das suas pendências deveriam ter sido implementadas em 2020. Entretanto, por conta de um adiamento ocasionado pela pandemia de covid-19, isso só ocorrerá agora, em 2021.

O ponto de discussão mais aguardado da conferência diz respeito ao Artigo 6 do Acordo de Paris, o qual envolve a regulamentação do mercado de carbono. O artigo garante aos países participantes a negociação de créditos de carbono entre eles – países que emitem menos carbono poderão vender seus créditos aos que emitem mais.

Além disso, entre os quatro objetivos centrais da COP26, estão:

  • Incentivar que as emissões de carbono sejam zeradas até 2050
  • Encorajar os países a protegerem suas comunidades e habitats naturais
  • Angariar fundos — principalmente dos países mais ricos — para colocar as ações definidas nos dois primeiros tópicos em prática
  • Promover a coletividade entre as nações, a fim de finalizar o Acordo de Paris, e acelerar a colaboração entre governos, empresas e a sociedade para aplacar a crise climática

A delegação brasileira na COP26, encabeçada pelo ministro do Meio Ambiente Joaquim Leite, será a segunda maior do evento, com cerca de 100 pessoas. O presidente Jair Bolsonaro não confirmou a sua participação na conferência.

Sobre a parceria

A cobertura especial da COP26 tem o apoio da FES Brasil, fundação política alemã para a promoção da democracia inclusiva, da economia sustentável e da justiça social.

Na visão de Christoph Heuser, representante da FES no Brasil, a COP26 é urgente e decisiva.

“A crise climática é uma realidade e podemos sentir seus efeitos em nosso cotidiano. Ao mesmo tempo, ainda estamos muito longe da meta do Acordo de Paris. É imprescindível atuarmos agora – em conjunto e com um grande esforço, no Brasil e no mundo. Para nós esta parceria é muito importante, pois é crucial que possamos garantir um debate público informado e baseado em dados no que tange às discussões sobre a crise climática, para com isso reforçar a relevância do tema e a necessidade de atuar." - Christoph Heuser, representante da Fundação Friedrich Ebert no Brasil

Para o editor-chefe do Nexo, Conrado Corsalette, a parceria trará ao leitor informações sobre a conferência nos moldes marcantes do jornal.

“O ‘Nexo’ vai mostrar por que a questão climática é um problema de agora, e não de futuras gerações. Nossa cobertura vai se pautar pela clareza ao mostrar a urgência do assunto e as responsabilidades de cada um, do setor público, do setor privado e dos indivíduos. O leitor terá à disposição materiais especiais, nos formatos que marcam o jornalismo do ‘Nexo’, como os gráficos e boletins diários no podcast ‘Durma com essa.’”- Conrado Corsalette, editor-chefe do ‘Nexo’.   

Friedrich-Ebert-Stiftung Brasil

FES Brasil

Avenida Paulista,
São Paulo/SP
– CEP : 01311-931

+55 (11) 3179-9090

fesbrasil(at)fes.org.br

volver arriba